Quarta-feira
16 de Janeiro de 2019 - 
ADVOCACIA HOLISTICA - DIREITO HOLISTICO
CONFIANÇA E CREDIBILIDADE FAZ A DIFERENÇA
ADVOCACIA PREVIDENCIÁRIA - TRABALHISTA - CÍVEL - SERVIDOR PUBLICO
APOSENTADORIAS - REVISÕES - PENSÕES

CONTROLE DE PROCESSOS

Caro Cliente, cadastre seu e-mail, e acompanhe seu processo. DJALMA LEANDRO

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

NOTICIAS

Newsletter

Favor cadastrar-se informando seu e-mail, para contatos, sugestões e criticas.

PREVISÃO DO TEMPO

Hoje - Serra Talhada, PE

Máx
32ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Curitiba, PR

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Barra do Garças,...

Máx
35ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Recife, PE

Máx
30ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Itapema, SC

Máx
35ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Boa Vista, RR

Máx
34ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Salgueiro, PE

Máx
31ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Aracaju, SE

Máx
32ºC
Min
25ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Abaré, BA

Máx
33ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Manaus, AM

Máx
31ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Blumenau, SC

Máx
37ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Rio de Janeiro, R...

Máx
40ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Salvador, BA

Máx
32ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

COTAÇÃO DA BOLSA DE VALORES

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
Espanha 0% . . . .
França 0,43% . . . .
Japão 1,86% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

COTAÇÃO MONETÁRIA

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,70 3,70
EURO 4,24 4,24
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,75 4,76
PESO (CHI) 0,01 0,01
PESO (COL) 0,00 0,00
PESO (URU) 0,11 0,11
SOL NOVO 1,11 1,11

ENDEREÇOS

DJALMA LEANDRO SOCIEDADE ADVOCACIA

RUA FREDERICO SIMÕES 85 EDF. SIMONSEN SALA 509
CAMINHO DAS ARVORES
CEP: 41820-774
SALVADOR / BA
+55 (71) 32432992

RIO DE JANEIRO/RJ

Rua Silva Cardoso 521 Torre A sala 521
Bangu
CEP: 21810-031
Rio de Janeiro / RJ

HOME

 
 
                    
NOTA:  e-mail profissional:  drdjalma@drdjalma.com.br
____________________________________________
 
 
RECESSO DO JUDICIÁRIO
 
INSTITUCIONAL: Funcionamento do Tribunal durante recesso forense
19/12/18 10:20
Crédito: Ascom-TRF1INSTITUCIONAL: Funcionamento do Tribunal durante recesso forense
Durante o período de recesso forense, de 20 de dezembro de 2018 a 6 de janeiro de 2019, os serviços essenciais da área administrativa no âmbito do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) funcionarão em regime de plantão nos dias úteis, em turno único, das 13h às 19h, exceto nos dias 24 e 31 de dezembro, que será das 8h às 14h, não permitida, salvo em caso de força maior, mediante autorização do diretor-geral, a alteração de horário, conforme estabelece a Portaria Presi 7145799 de 16 de novembro de 2018.
Já as seções e subseções judiciárias seguem as recomendações da Resolução Nº 71, de 31 de março de 2009, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), segundo a qual nos dias em que não houver expediente normal o plantão realizar-se-á em horário acessível ao público, compreendendo pelo menos três horas contínuas de atendimento ou dois períodos de três horas.
De acordo com a Portaria Presi 7060039, de 26 de outubro de 2018, o presidente do Tribunal, desembargador federal Carlos Moreira Alves, responderá pelo plantão de 19 de dezembro de 2018 a 6 de janeiro de 2019. Nesse período, somente serão apreciados pedidos, ações, procedimentos e medidas de urgência destinados a evitar o perecimento de direito ou a assegurar a liberdade de locomoção.
Escala de Plantão da Secretaria Judiciária (Secju) – De 20 a 26 de dezembro, a Coordenadoria da Terceira Turma ficará responsável por atender às demandas urgentes. De 26 de dezembro de 2018 a 1º de janeiro de 2019 o plantão será exercido pela Coordenadoria da Quarta Turma, e a Coordenadoria da Quinta Turma assumirá o plantão no período de 1º a 7 de janeiro de 2019. O telefone do plantão judicial é (61) 99943-1346.
Prazos processuais – Conforme estabelecido pela Portaria Presi 431/2016, no período de 20 de dezembro a 20 de janeiro ficam suspensos os prazos processuais, a realização de audiências e de sessões de julgamento, a expedição de notificações, as intimações ou qualquer ato que implique fluência no prazo para as partes. A medida é válida para a Justiça Federal de 1º e 2º graus, Juizados Especiais Federais e Turmas Recursais.
Assessoria de Comunicação Social
Tribunal Regional Federal da 1ª Região
  
 
CANTINHO DO CLIENTE E AMIGOS
__________________________________
 
 
por IARA LIMA
 (leitura feita ao quadro de autoria DJALMA LEANDRO, acrílicio sobre tela - ventania)
 
 
"A vida é um eterno vai e vem de ondas..
Onde nos remete à grandes redemoinhos..
Onde poderemos passar ou não...
 
10/12/2018
 
__________________________________________________________________________________________
 
 
 
As aposentadorias de militares no Brasil são mais generosas do que as de outros países?
 
Marcelo Justo/UOL
 
Oficialmente militares não se aposentam, eles passam para reservaImagem: Marcelo Justo/UOL
 
 
 
 
 
 
Letícia Mori
Da BBC News Brasil em São Paulo
06/12/2018 08h34
Assim como em diversos países, quem segue carreira militar no Brasil tem um sistema de aposentadoria especial, com regras mais brandas e mais benefícios que as de outros funcionários públicos e de trabalhadores da iniciativa privada.
Por exemplo, na Previdência Social, para trabalhadores do setor privado, o teto atual da aposentadoria é de R$ 5.645. Já um militar que vai para a reserva não possui um limite máximo para os valores recebidos. Em tese ele está sujeito ao teto constitucional, equivalente ao salário de ministros do STF: R$ 33,8 mil hoje (R$ 39,3 mil a partir do ano que vem).
Leia também:
A lógica por trás da discrepância é que a carreira militar requer condições especiais, já que, entre outras peculiaridades, a categoria tem algumas restrições: não tem direito a greve nem a horas extras e não recolhe FGTS (fundo de garantia), além de não ter direito a adicionais noturnos e de periculosidade.
"Obviamente há diferenças. É uma carreira com muitas especificidades, com mais riscos, em que, se a pessoa sair, as condições são diferentes", explica o professor Luís Eduardo Afonso, especialista em previdência da USP (Universidade de São Paulo).
No entanto, os benefícios para os militares aposentados no Brasil acabam ultrapassando os concedidos em outros países, como o Reino Unido e os Estados Unidos, segundo Afonso e outros especialistas em previdência.
"A diferença entre a previdência dos militares e o setor privado [qualquer pessoa que aposente pela Previdêncial Social] no Brasil é muito grande e muito diferente de outros países", afirma o professor de direito Jorge Cavalcanti Boucinhas, da Escola de Administração de Empresas da FGV, que cita países como Estados Unidos, Reino Unido, Espanha e nações da América Latina.
Aqui no Brasil os oficiais podem deixar a carreira mais cedo com salário integral em comparação com os EUA e o Reino Unido, por exemplo. A legislação atual permite que os militares brasileiros se aposentem com salário integral após 30 anos de serviço. No Reino Unido e nos EUA, por exemplo, a aposentadoria é sempre proporcional ao tempo de serviço.
No Brasil, a remuneração dos militares na reserva e as pensões de militares são regidas por uma série de legislações que vem desde os anos 1960 –a última alteração foi por meio de uma medida provisória em 2001.
Como se aposentam os militares nos EUA?
Nos Estados Unidos, no novo sistema de aposentadoria de militares, cada ano de serviços prestados corresponde a 2% do salário para aposentadoria, segundo o Departamento de Defesa americano. Portanto, com 30 anos prestados, a aposentadoria representa 60% do salário.
Pelo sistema antigo, ligeiramente diferente (ao qual ainda é possível aderir), o tempo de trabalho mínimo para se aposentar é 20 anos, com 50% do salário, e mais 2,5% a cada ano de serviço a mais. Militares inativos também têm alguns outros benefícios, como seguro saúde e dental, empréstimos imobiliários simplificados e subsídios para pagar por educação.
O modelo americano é parecido com o do Reino Unido, onde a aposentadoria também é proporcional, calculada a partir do salário final, o número de anos de serviço e um coeficiente específico para o serviço militar. Após 30 anos de serviço, por exemplo, é possível se aposentar com cerca de 43% do salário, de acordo com o Departamento de Defesa e Forças Armadas do país.
Em ambos os países, a aposentadoria de militares só é integral em caso de morte em serviço ou aposentadoria por invalidez.
Ou seja, os benefícios previdenciários para militares brasileiros acabam sendo mais generosos apesar de militares de países como EUA e Reino Unido estarem mais expostos a riscos, já que são nações que se envolvem em conflitos armados com mais frequência."Temos um sistema mais generoso (que o deles), principalmente nas questões das pensões e contribuições, mesmo com maior envolvimento (desses países em conflitos)", afirma Boucinhas.
Nos últimos anos, as Forças Armadas brasileiras só se envolveram em conflitos durante missões de paz da ONU (Organização das Nações Unidas), como a missão no Haiti e a no Líbano.
"A necessidade de levar em consideração as especificidades do serviço militar não pode ser usada para justificar privilégios", diz.
"É questão conceitual: todos os países estão envelhecendo e isso nos obriga a uma preparação e exige um esforço maior de custeio de toda sociedade – incluindo os militares", afirma Afonso. "E isso não significa deixar de levar em consideração as peculiaridades da carreira."
O Ministério da Defesa diz que não é adequado realizar comparações com esses países porque eles têm uma "série de benefícios indiretos para os militares, como, por exemplo, a isenção de determinados impostos". Além disso, diz o ministério, o poder de compra dos salários dos americanos é maior e eles têm uma "acumulação de patrimônio ao longo do serviço" superior a dos brasileiros.
Enquanto o sistema previdenciário brasileiro de funcionários públicos e trabalhadores da iniciativa privada está sendo rediscutido na reforma da Previdência --atualmente parada no Congresso--, mudanças na aposentadoria dos militares nem estão em discussão, já que o presidente Michel Temer excluiu os militares de sua proposta de reforma.
Em 2017, o déficit dos gastos com militares inativos e pensões do Exército, da Marinha e da Aeronáutica foi de R$ 37,7 bilhões. O déficit para 2019 está projetado para R$ 43,3 bilhões, de acordo com dados da proposta orçamentária do ano que vem. Esse valor é 47,7% dos R$ 90 bilhões de déficit previdenciário do setor público.
O Ministério da Defesa afirma que os valores referentes aos militares inativos (R$ 24,5 bilhões) não se tratam de "despesa previdenciária" portanto o gasto projetado de R$ 43,3 bilhões não pode ser entendido como "déficit previdenciário". A pasta afirma ainda que os gastos com pensões e com militares inativos devem ser "analisados separadamente".
A questão da idade
"Temos um sistema previdenciário que gera muitas desigualdades. E para alguns regimes a previdência é muito generosa, permitindo aposentadorias com valores muito elevados e idade relativamente baixa", afirma o professor Luís Eduardo Afonso.
Em um relatório de 2017, o TCU (Tribunal de Contas da União) afirma que mais da metade (55%) dos membros das Forças Armadas no Brasil se aposentam entre os 45 e os 50 anos de idade.
No Reino Unido, a idade mínima para aposentadoria é 65 anos. Nos EUA não há idade mínima, mas como ela é proporcional ao tempo de serviço, os militares têm incentivo para continuar mais tempo na ativa.
Segundo o professor Boucinhas, da FGV, os militares também são afetados pela questão demográfica que se usa para justificar as reformas na previdência da iniciativa privada. Ou seja, o envelhecimento da população e o fato de as pessoas estarem envelhecendo com mais saúde também deve ter um reflexo para os militares na reserva.
O Ministério da Defesa diz que "tem discutido a questão internamente e com representantes dos demais órgãos do governo". Mas, segundo a pasta, "as atividades desempenhadas pelas Forças Armadas requerem de seus membros vigor físico compatível".
"O aumento da idade mínima provocaria um envelhecimento inevitável da tropa" e resultaria na "redução da capacidade operacional das Forças".
No entanto, os analistas não concordam com essa visão.
"O grande argumento, inclusive do presidente eleito, é que o militar velho não pode estar na ativa", afirma Boucinhas. "Mas isso já evoluiu muito. Hoje alguém com 60 anos pode ser absolutamente ativo --afinal, quanto mais alta a patente, menor a chance dele estar na linha de frente."
Segundo ele, há muitos cargos de comando e inteligência que um militar mais velho poderia ocupar.
Por que militares não contribuem para suas aposentadorias?
Os militares brasileiros na ativa não contribuem para suas aposentadorias, apenas para pensões, que vão para dependentes em caso de infortúnios.
Essa situação vem do entendimento que se tem em relação à saída dos militares da ativa: eles na verdade não se aposentam, passam para a reserva e, a partir de certa idade, são reformados.
Na reserva, eles podem ser chamados em caso de guerra --o que na prática não costuma acontecer, já que o Brasil não convoca reservistas para um conflito desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
Então o que ele recebe não é entendido como um benefício previdenciário, é entendido como um salário --é por isso que os militares não fazem contribuições para suas aposentadorias.
Os militares também não estão vinculados à Previdência Social –o regime RGPS (Regime Geral de Previdência Social)– nem ao sistema previdenciário próprio dos funcionários públicos –o RPPS (Regime Próprio de Previdência Social).
"Na prática, o que acontece é que toda a sociedade está pagando pela aposentadoria dos militares. É uma alocação de recursos que não é adequada", afirma Luís Eduardo Afonso.
"Acho que é algo que a gente precisa repensar, já que estamos discutindo benefícios e custos para todos os setores da sociedade."
Segundo o ministério, a falta de direitos remuneratórios (como o FGTS) "rende anualmente à União uma economia da ordem de R$ 23 bilhões, valor equivalente às despesas com militares inativos. Em outras palavras, significa dizer que a economia gerada pela ausência de direitos remuneratórios para os militares ativos em serviço é transferida para o pagamento de inativos."
A única contribuição feita por militares é para pensões, de 7,5% --que pode subir para 9% se o militar tiver ingressado antes de 2001 e quiser manter o benefício de pensão vitalícia para filhas não-casadas. Para comparação, a contribuição de um civil para o INSS é de 11% em cima do salário bruto.
Só o Exército tinha, no início do ano, mais de 67,6 mil filhas de militares recebendo R$ 407 milhões por mês --o que dá um valor de mais de R$ 5 bilhões por ano. A Aeronáutica e a Marinha não divulgam os valores, apesar de se tratarem de dados públicos. No total, são mais de 110 mil filhas de militares recebendo pensões.
O ministério da Defesa destaca que a contribuição para pensões é feita "desde o início da carreira até o falecimento", "sem que haja qualquer tipo de contribuição patronal da União".
No entanto, ela não é suficiente para cobrir todas as despesas com pensões –devem ser gastos R$ 21,2 bilhões com as pensões em 2019, segundo a pasta. Desse valor, R$ 3,2 bilhões serão cobertos pelas contribuições, deixando um déficit de R$ 18 bilhões.
Reformas
O benefício vitalício pra filhas não casadas foi extinto em 2001, portanto quem entrou após essa data nas Forças Armadas não tem mais esse direito. Mas o governo deve continuar pagando pensões para filhas de militares pelo menos até 2060, quando ainda devem estar vivas as filhas dos últimos militares que tiveram direito ao benefício.
O Ministério da Defesa afirma que "algumas medidas têm sido avaliadas com o intuito de reduzir o déficit das pensões militares, com a ampliação do rol de contribuintes (contribuição obrigatória inclusive por parte das próprias pensionistas) e avaliação das condições de elegibilidade".
A pasta também cita a reforma de 2001 como parte dos "esforços impetrados pelas Forças Armadas" para a redução de gastos.
A mudança feita no ano 2000 não alterou as outras possibilidades de pensão. Viúvas e viúvos de militares continuam recebendo pensão integral, assim como dependentes de até 21 anos.
Já nos Estados Unidos, viúvas, viúvos e filhos menores de 18 anos recebem pensão de 55% do valor do salário dos militares.
E no Reino Unido, viúvas e viúvos recebem 62% do valor do salário, valor que vai caindo progressivamente se o cônjuge for mais novo do que o militar em 12 anos ou mais --a ideia é evitar fraudes e casamentos arranjados. Se tiverem filhos, o valor sobe.
Segundo o relatório do TCU, nesses países "a política de benefícios pagos aos familiares do militar em caso de falecimento é de redução significativa do valor do benefício original, além de haver severas restrições à elegibilidade dos beneficiários".
Além disso, destaca o relatório, o Reino Unido fez uma reforma em seu sistema de previdência para militares em 2013 e os Estados Unidos, em 2015, ambos os países se adequando às novas realidades demográficas e orçamentárias.
Para os analistas, mesmo levando em conta as suas especificidades, a carreira militar no Brasil precisa ser repensada com urgência. "Quando mais se retardar isso, mais vamos sobrecarregar os trabalhadores da iniciativa privada com os ônus", afirma Boucinhas.
"Como dizia o Gustavo Franco (um dos criadores do Plano Real), todo privilégio vira imposto."
Apesar de afirmar que o sistema atualmente é "autossustentável", o Ministério da Defesa diz que "tem conduzido estudos no intuito de aperfeiçoar o Sistema de Proteção Social dos Militares, visando, no que couber, a redução de gastos, sem provocar danos colaterais que possam comprometer o cumprimento da missão constitucional das Forças Armadas".
No entanto não há uma data para seu envio ao Congresso. "Os estudos já estão em fase bem avançada, porém, em função da complexidade e da constante evolução dos acontecimentos, não podem ser entendidos como um produto acabado", afirma o ministério.
 
 
 
VIVER SÓ OU A DOIS ??
Já sabemos que nascemos sem pedir, e morremos sem querer, e que temos na verdade "escolhas" (que muitos confundem com livre arbítrio), eu entendo que na verdade não há "livre arbítrio" pois não se "escolhe viver ou morrer" na verdade nos foi "imposto" uma "vida" que temos que viver, querendo ou não. Isto porque ninguém escolhe MORRER, pois se assim fosse, não se teria o "suicídio" como "o maior dos crimes" e quem faz esta "escolha" é taxado como "covarde" e reprovado e proibido por todos os "sistemas penais do mundo", logo, consequentemente, não temos livre arbítrio, ou mesmo "escolhas" apenas temos que VIVER. A única escolha que podemos fazer na verdade, é dentro deste intervalo. Aí sim, podemos escolher livremente se vivemos só, ou acompanhado. Há pessoas que não consegue viver só, muito embora tenha nascido sozinho (ainda que seja gêmeos, cada um nasce em um momento...) e morre também como veio ao mundo sozinho..(ainda que esteja dentro de um avião, num navio, enfim reunidos com pessoas...sempre cada um tem um "momento final" que nunca se coincide. Ora, se assim fomos criados, juntamente com o UNIVERSO, então temos um UNIVERSO para explorar, entretanto tem pessoas, que sequer consegue enxergar isso, simplesmente se isolam de tal forma, que "afirmam" sem fulano, ou beltrano não consigo viver... passam a VIDA INTEIRA, procurando e em busca de "alguém que o complete... sua "alma gêmea", a "metade da laranja", enfim.. Ora, SOMOS INTEIRO, não somos "metade" para que precise de alguém para "completar". Creio que isto tudo é um "apego" demasiado a coisas, pessoas, vícios, hábitos, enfim, maneiras de fuga, para não viver sua VIDA por inteiro, ou quem sabe falta-lhe a "consciência" de sua responsabilidade para com a vida, sua que se reflete na "sociedade" como um TODO, pois não existe uma só pessoa, ou coisa, que não esteja dentro do UNIVERSO, e vice versa. Um não pode existir sem o outro. Se completam, embora insistam o homem a DIVDIR, e ISOLAR-SE. Sempre quer mais, um simples "filme infantil" é sempre querendo acabar com o "mundo" será que não percebem, que se o "mundo" acabar, não sobrará "ninguém" para contar a história...porque "condicionar" a inocente "criança" com a idéia de que para que "ela" possa "viver" alguém tem que morrer...temos que "resgatar" o "simples" o óbvio, antes de "ter" ou "ser" necessitamos "estar" bem com nós mesmos. O que outrora era um "conto encantado"que contava uma inocente história de "amor" agora virou tudo pelo avesso. É matança do início ao fim, qualquer desenho animado, começa com uma "moça linda" que forja uma "batalha" para seduzir o REI, que se encanta com sua beleza e a torna "Rainha". Neste momento feliz decorre toda uma tragédia e matança sem trégua, uma verdadeira "carnificina" em busca de PODER, beleza única, ainda que TODOS SOFRAM. Observo que as "crianças" crescem com esta "mensagem" que para ser "vitorioso" seu coleguinha tem que MORRER.!!! Fico pensando com meus "botões" o que será no "futuro" essas crianças, com estas ideias na cabeça quando ainda está em formação física e intelectual?. Que para "ela" viver, o outro tem que morrer. Para conseguir PAZ, o mundo tem que deixar de existir.... Aí cresce com a ideia de que tem que ser o "melhor" o mais poderoso, que tem que ter "dinheiro e comprar tudo" o consumo insustentável. Se você leitor, for dar uma caminhada "praia" perceberá "varias pessoas" com seus aparelhos celulares na mão, sozinhos, teclando, sequer observando a plenitude da "natureza" a união do "céu e da terra" o horizonte outrora cantado em versos e prosas, que alicerçavam o "romantismo" ficou adstrito a um "aparelho individual" cuja atenção exclusiva de seu "dono" como se o "mundo" deixasse de existir para ficar na palma de sua mão. Aí eu pergunto porque é tão difícil VIVER A DOIS. Posso reflexionar a esta indagação, alegando, que não existe qualquer possibilidade de "um" existir, aceitando o "outro" ao lado (lembrem que essas mesmas pessoas, ficaram a vida toda buscando alguém para lhe completar...). A ideia que se tem é que "para haver um amor" tem que a pessoa ser exclusiva, tem que parar de "viver" pois vemos cada casal, com seu atual e sofisticado "tablet" na mão, sentados um em frente ao outro, ou ao lado, porém com "seus brinquedinhos" em cada mão, ou seja, cada um no seu "mundo" o que também é passado para seus descendentes, pois cada filho, tem também um aparelhinho em sua mão. Não podemos estranhar quando ouvimos cada um, afirmar: o mundo é meu, eu sou o melhor, eu tenho mais poder, eu tenho o carro mais luxuoso, eu moro no apartamento mais valioso, eu moro no bairro com o metro quadrado mais caro da capital, portanto sou imortal... enfim.. até DEUS, é individual. Cada um com o seu. ...enquanto isso, cada Governo aproveita para fazer a "melhor festa junina" onde se pode tirar verdadeiras fortunas (desviada é claro em proveito próprio..) em comemoração a SÃO JOÃO. O que outrora era uma forma de "sobrevivência" já que o inverno era muito frio, e acendia-se "fogueira" para aquecer. Costume esse que foi Cristianizado e rotulado como fogueira pagã, o que naturalmente hoje, é repudiada pela cada vez mais crescente onda "evangélica". E assim, temos que os valores estão se invertendo, infelizmente para "pior" já que continuam FRAGMENTANDO O MUNDO, quando deveria se complementar. Isto está tomando rumos cada vez mais dramáticos, vemos nos noticiários empresários, que construíram verdadeiras mansões, para "curtir e aproveitar sua fortuna" em desvarios com sexo, drogas, armas e outras vicissitudes individuais, sendo "vítima" de sua própria "torpeza". Claro que outro fim não poderia ter, já que esquece que ao se isolar, também a "outra" até então "metade" que se completavam... quer o mesmo que "ele", PODER, e que para ter isso ELE, tem que MORRER. Por isso é tão difícil VIVER A DOIS. Enfim, se eu conseguir que esta ideia que estou plantando nesta "opinião" cresça e que os "pais" que lerem este opinativo, evitem de levar seus filhos para assistirem esses filmes que subliminarmente implantem no subconsciente de seus pupilos, que para ele viver, o coleguinha tem que morrer...aí então conseguiremos reverter o quadro, e agigantar a ideia de O MUNDO O UNIVERSO é tão grande que CABE TODOS com espaço de sobra, e que TODOS NECESSITAMOS um do outro...aí sim VOLTAREMOS A VIVER O NOSSO INTERVALO LIVRE E ABUNDANTEMENTE. Eu acredito eu faço....
DJALMA LEANDRO/Julho/2012
 
_______________________________________
 
CONGRESSO TRANSFORMAÇÃO - PNL (PROGRAMAÇÃO NEURO LINGUITISCO -  INSTITUTO MARCIA MUNIZ.
 
 
 
O MELHOR DA PNL, COACHING E HIPNOSE EM UM SÓ LUGAR!
 
 
 
 
 
 
TRANSFORMAÇÃO - CONGRESSO BRASILEIRA DE PNL, COACHING E HIPNOSE - 
 
AS MAIORES MUDANÇAS OCORREM DE DENTRO PRA FORA..
 
 
PAULINIA - SÃO PAULO -  DATA 03, 04 E 05 DE MAIO DE 2019
 
Garanta Já seu ingresso, condições especiais, clique na imagem abaixo!
 
Garanta seu ingresso!Condições especiais: https://www.congressotransformacao.com/#depoimentos
 
 
_____________________________________________
 
EXEMPLO A SER SEGUIDO...A CORRENTE DO BEM..
_____________________________________________
 
PORQUE INDICO, RECOMENDO, E ESTOU SEGUINDO... A MARCIA MUNIZ... 
 
Estava, desiludido, desencantado com a vida, frustrado, decepcionado com as pessoas, falido financeiramente, moralmente, totalmente descrente que houvesse saída, para a situação degradante em que me encontrava...
Então cheguei até a MARCIA MUNIZ, que me acolheu, cuidou de mim, me curou, e ainda me  mostrou, não só um "caminho" a seguir, mas "vários", me tirou de uma situação negativa, para me transformar numa pessoa, mais corajosa, mais forte, confiante, capaz, destemido.
E mais,.. me transformou num profissional melhor, capaz, competente...
Enfim temperou a minha existência, me devolvendo a alegria de Viver.
Daí então, me tornei um fâ incondicional.
Uma maneira de agradecer, é  super recomendando-a a todos, para que se dêem oportunidade de cuidar de si.
Se voce já é bom, se transforme em "melhor, ótimo, excelente". E volte a ter vida em abundância.
Obrigado Marcia e equipe, de todo meu coração, minha alma está "irradiando, alegria, felicidade, satisfação" e vontade de viver intensamente.
 
Que DEUS nosso gradioso criador, renove dia a dia e cada vez mais, seus DONS, lhe enchendo de bençãos, a cada aluno que voce tansformou, nosso Pai dobre, triplique, quaduplique as bençãos. Gratidão. Bjs. 
 
ET. já estou inscrito no CONGRESSO, e meus amigos, nos encontraremos lá. Vamos encher aquele TEATRO e mosrar a ENERGIA e o ACHÉ da Bahia...Bora lá...
 
   
 
_______________________________________________________________________________________
 
_____________________________________________
 
Sou PEREGRINO EM ISRAEL...  visitei todos estes lugares por isso me tornei stão...
_________________________________________________________________________________________
  
 
 
_____________________________________________________________________________________
 
O QUE RESPONDI ...
 
AOS QUE ME PERGUNTARAM SOBRE A BIBLIA
                                                                                                                                   Mario Persona
_________________________________________________
 
_____________________________________________
 
Autor: Djalma da Silva Leandro   
Djalma da Silva Leandro, Advogado, Especialista (Previdenciário)  Holistico, Doutorando em Ciências Jurídicas,Universidad Católica Argentina - Buenos Aires - MBA Ajurídica/SP
E-mail: drdjalma@uol.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
 
 
 
 
____________________________________________________________________
               TELEVISIÓN ESPAÑA           
      Minha foto      
 
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
VISITAS NO SITE:  4458445